Transportadoras, Correios e afins.

Notícias, perguntas, informações, troca de ideias sobre o AE86
Responder
RuiX-8
active user
Mensagens: 549
Registado: 29 abr 2011, 15:50
Localização: Lagos
Contacto:

Transportadoras, Correios e afins.

Mensagem por RuiX-8 » 09 fev 2013, 21:03

Tendo tido uma recente experiência negativa e depois dos comentários no tópico do projecto do John Doe, pensei em criar este tópico para partilharmos experiências, alertas, dicas sobre as transportadoras e serviços de correios.
São serviços que todos usamos e sobre os quais convém estar informado.

No meu caso a encomenda foi expedida do UK, logo a alfandega não entrou ao barulho.
O que acontece é que desde algum tempo que a GLS, uma pseudo-transportadora, fica com parte das encomendas expedidas pela Royal Mail, e digamos que não se preocupam muito em cumprir o serviço a que se propuseram, ao invés dos CTT por exemplo que mal ou bem tentam entregar.
Se a morada não obedecer ao que os tipos da GLS consideram suficiente nem se preocupam com isso, nem sequer tentam ir ao sítio como qualquer transportadora faz.
Deixam a encomenda no armazém durante duas semanas e depois devolvem.
Resumindo, atenção redobrada com o que vier do UK expedido pela Royal Mail.
E pelo sim pelo não vou passar a dar o número de telemóvel para colocarem na encomenda.
If you always do what you always did, you will always get what you always got.

Avatar do Utilizador
isac
Site Admin
Mensagens: 2483
Registado: 24 mai 2009, 11:59
Localização: Póvoa de Varzim
Contacto:

Re: Transportadoras, Correios e afins.

Mensagem por isac » 09 fev 2013, 21:42

A minha sorte é que conheço o monhê da GLS que faz a entrega na minha zona e envio sempre para a morada da minha mãe. Mas isso que dizes é verdade. Existem duas ruas com o mesmo nome no concelho da Póvoa de Varzim, só que uma delas fica a 11km da que me interessa, que é da minha mãe, se o expedidor não colocar os três dígitos que seguem o principal do código postal a encomenda vai para Rates e fica lá a ganhar ratos, mesmo que essa rua não tenha o número 1 (número de policia).

RuiX-8
active user
Mensagens: 549
Registado: 29 abr 2011, 15:50
Localização: Lagos
Contacto:

Re: Transportadoras, Correios e afins.

Mensagem por RuiX-8 » 09 fev 2013, 22:58

Pois. Óbvio que não têm que andar a fazer quase trabalho de detectives, mas percebi que eles nem se dão a um mínimo de trabalho.
If you always do what you always did, you will always get what you always got.

Vilela
Propietários
Mensagens: 894
Registado: 15 jan 2010, 15:57
Localização: Vila Real
Contacto:

Re: Transportadoras, Correios e afins.

Mensagem por Vilela » 10 fev 2013, 11:20

Como tambem já disse já tive problemas nas entregas, mas tudo a nivel dos custos de alfandega, uma estupidez de custos e taxas, no entanto a nivel de entrega de encomendas que me lembre nunca tive problemas directamente relacionado com as transportadoras se não estou a cair em esquecimento.

Por acaso agora que estou fora, quase tudo o que mandei vir, foi dos EUA e vem sempre parar à Royal Mail que posteriormente é entregue aos "correios" da zona e nunca tive problemas. Acho que o problema está na transportadora mas nos serviços em cada país, penso que nao é como assim dizendo, uma "regra" ou "habito" da empresa. A pior para mim é a Fedex, mais tempo de entrega e taxas que só apetece espetar-lhes com o dinheiro no focinho.

No entanto, o que faço sempre desde que a encomenda é enviada, é que vou sempre rastreando e quando diz que chegou ao país, tento sempre saber o local/empresa que vai fazer a entrega e normalmente antes de ela ser entregue ia sempre à empresa ou ligava sempre para saber se algo se passava ou para pedir informações.

Algo que tenho sempre sempre em atenção é fazer questão que o vendedor me confirme a morada para que vai enviar, e de certa forma "obriga-lo" a confirmar novamente todos os dados que colocou na factura e no papel de expedição, o que por acaso já deu para remediar um erro do vendedor.

Exijo sempre que coloque o codigo postal completo e o meu numero de telefone e peço sempre a encomenda com "tracking number", e se a encomenda estiver a demorar, mando sempre email para os locais por onde ela passou. Faço isto mais por precaução, porque normalmente o valor declarado das encomendas que fazia era muito menor, e caso existisse algum problema, o seguro só cobria o declarado, e assim sentia que de alguma forma fazia-os estar com mais atenção à encomenda, nem que fosse por me chamarem "chato" lool

Quando enviam a encomenda normalmente tambem peço sempre uma copia digitalizada do papel com todos os dados (label), não vá acontecer como quando me chegaram uns tapetes do GTR em vez de me chegar uma das jantes.

Principalmente quando tento fugir às taxas da alfandega e tenho algo que me comprometa, tenho sempre muita atenção e procuro saber onde se encontra a encomenda.

Outra coisa, é ser fino nos emails. Penso que se existir uma disputa o paypal vai querer ver os emails de toda a conversa. Se for alguem de confiança, e que cometeu algum engano, nem me preocupo com isso, agora quando é a primeira compra que faço ou normalmente através de particulares, tenho sempre muita atenção no que escreve e releio o que ele me responde antes de responder novamente, para caso exista algum problema não ficar nada do lado dele caso o paypal queira averiguar.

Graças a estes problemas das taxas acabei por falar bastante com um senhor da alfandega, que após algumas encomendas, a pedido meu, quando enviava a carta para desalfandegamento, acabava sempre por me ligar para me avisar e até se podia fazer o desalfandegamento sem as papeladas. Com isto, lá devo ter ficado associado ao email deles, e recebo emails correntes sobre a obrigação de pedir factura. Nunca mais fiz nenhuma encomenda aí, não sei como funciona isso, mas resumidamente, o que diz nos emails é que a partir de 2013 somos obrigados a exigir factura, e comprovação de pagamento dos impostos ou ausencia do mesmo, para depois poderem taxar aqui. Não afirmando a 100%, até acho que refere a obrigação de dar o numero fiscal caso seja uma empresa.

Maneira de fugir a isto, com algumas empresas mais pequenas, pode-se pedir que envie como "presente" (atenção ao seguro, pois não declara valores segurados) ou como encomenda pessoal, sem nada que referencie a empresa para não lhes criar problemas. Empresas maiores (Wilwood, Tilton, etc) não fazem isto.

Outro forma como tambem já disse noutros topicos, para fugir às taxas, é acordar com o vendedor em fazer dois pagamentos. Um com um valor "razoavel" de forma a que não desconfiem na alfandega e outro com o restante valor. O vendedor pode até vender a peça a 1 euro se quiser e mete o pagamento mais baixo, na encomenda, de forma a que paguemos só as taxas da factura menor, e caso peçam o comprovativo paypal, está correcto e não têm por onde chiar.
Uma vez disseram que não acreditavam no valor da encomenda e pediram-me o link do site para confirmar o valor, a unica coisa que lhes disse é que não tinham nada nada a ver com isso, o vendedor até me podia dar a peça se quisesse, calaram-se e fod******** que foi quando paguei os tais 200% ou mais sobre a encomenda lool mas fiquei com a minha!

Outros não aceitam os dois pagamentos e põem um muito baixo no papel da encomenda, a opção é alterar a factura do paypal, com cuidado, porque se der problemas é um problema sério, até mais para o vendedor, mas acho que deve-se ter em muita consideração o vendedor e nunca deixar a batata quente no lado dele.

Outra opção ainda é fazer como o vendedor do travão de mão fez, mesmo sendo a propria marca e não um representante, mandou o valor total e disse-me para não me preocupar, que se existisse algum problema que mandasse os "animais" lool falar com ele que lá se resolvia. O que fez foi enviar a encomenda como "producto de amostra/demonstração/prototipo", qualquer coisa assim, e ninguem teve de pagar nada.

Atenção com compras de grande valor e dimensões, porque a partir de um certo valor e dimensões da encomenda, as taxas aplicadas não são as mesmas, passa-se a ser considerado "importador" (adjectivo que me deram na propria "alfandega" na Maia) e as taxas são muito superiores. De 800 dolares (encomenda e portes) paguei 500 mais ou menos só para alfandega, enfim.

O que me irrita mais nas alfandegas é isto. Dizem que devem abrir as encomendas para confirmar o que lá tem por uma questão de protecção, mas só o fazem às encomendas que protegem os cofres da empresa, porque aquelas de onde não podem ganhar nada já são seguras e não se abrem.

Fica aqui o meu desabafo lool

Abraço

RuiX-8
active user
Mensagens: 549
Registado: 29 abr 2011, 15:50
Localização: Lagos
Contacto:

Re: Transportadoras, Correios e afins.

Mensagem por RuiX-8 » 10 fev 2013, 15:48

É melhor deitar cá para fora do que conter, já diz o outro. Lol
As questões das alfandegas doem mas são mesmo assim, é o governo a roubar.
Mas deste aí boas dicas, tanto para desalfandegar quanto para os envios em si.
If you always do what you always did, you will always get what you always got.

Responder
  • Tópicos Semelhantes
    Estatísticas do Fórum:
    Última Mensagem

Quem está ligado:

Utilizadores neste fórum: Nenhum utilizador registado e 3 visitantes